terça-feira, 1 de setembro de 2009

Pedi um sopro de vida,praquele velho vagabundo
E ele me questiona,"Que tenho eu nesse mundo?
Das roupas só o farrapo,nos bolsos nem um tostão
Do bom que ainda me sobra,so resta meu coração"
Eu lhe respondi dizendo,qual era o meu motivo
Parece até piada,mas serio aqui eu lhe digo!
Das coisas eu tive todas,riquezas que nunca viu
De todas eu as usei,mas nenhum me serviu
Cansado eu mandei elas,praquela que lhe pariu!
E logo ele me pergunta,sem medo de vacilar
"Então que tanto procuras,que parece não achar?
E faça que eu entenda,que posso eu lhe dar?
-Dinheiro muito gastei,mas isso não me bastou
Mas logo vi em você,a atenção me chamou
Me falta algo que tens,me ensina o que é amor






2 comentários:

Alan Félix disse...

Me lembrou "ouro de toro" do velho Raul.

Dica disse...

Só se ensina a amar, amando.

Bonito isso!