segunda-feira, 1 de junho de 2009

O mal dentro do peito

Ô seu doutor,to vindo aqui lhe dizer
Que não to muito bem,to meio ruin das coisas
Ate com medo de morrer

Mas seu menino,que é que o senhor tem?
Se pela sua cara,lhe digo tão logo,que o senhor está bem.

Seu dotor,eu não tenho resposta
So sei que de min,a saude não gosta

Mas vamos com calma,vamos por partes
Me explique direito,qual é seu defeito
Que se ta mal feito,a medicina resolve

Então meu doutor,não sei direito dizer
É la no fundo do peito,dor doida sem jeito
Que de tanto doer, penso que não aguento e destino a morrer
E lhe digo tão logo,que exame ja fiz,tirei sangue e pressão
Mas ate hoje ninguem me disse,que faço com isso
Que remedio que tomo,pra me dar solução

É meu amigo,to vendo aqui,que não lhe vejo mal nenhum
Não acho problema,ferida escondida
Orgão ruin,ou problema algum
Vejo que seu mal,essa dor no peito
Não encontra jeito
Porque não é na carne,não é no fisico
Seu coração bate sem fundamento,sem ritmo
Porque a dor é la no sentimento,muito mais dentro
Que na medicina não há ferramenta
Não ha bisturi que corte,curativo que aguenta
Remédio que cure,tratamento que dure
E eu nisso não sou doutor,pois diploma posso ter
Mas desse mal eu tambem sofro
E ate hoje não pudi resolver

Uriálisson Matos Queiroz

Um comentário:

Isabela disse...

êêêêêêê, fossa produtiva! muito bom!