domingo, 7 de fevereiro de 2010

Não quero minha vida,vivida à conta-gotas

Um comentário:

Camila Rosa disse...

Eu quero minha vida, vivida como ondas tempestuosas que deixam marcas por onde passam...