terça-feira, 23 de fevereiro de 2010


Teus olhos áridos apenas choram
porque meu rio corre em você

eu chovo na tua seca
eu nevo pra esfriar sua cabeça
te toco,em duras pedras de granizo

uma nascente perene
a brotar do fundo do teu peito...

Um comentário:

Camila Rosa disse...

Belo e profundo! Muito bom...